Ir ao Museu FC Porto em julho a passar pela Baixa

A programação do Museu FC Porto coloca as famílias no centro das atenções sem esquecer o Dia dos Avós
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Num mês com mais exposições temporárias para visitar dentro e fora de portas

O Museu sai de portas em julho (dias 1 a 31) para levar a exposição temporária Objeto do Mês – Ano 2019 ao Espaço Art La Vie, no La Vie Porto Baixa, convidando a conhecer um pouco mais o passado portista, entre outras curiosidades, e fazer uma selfie com a réplica do troféu da Liga Europa da UEFA, conquistada pelo FC Porto em 2011.

A sugestão é mesmo à medida destes dias de verão, perfeitos para dar um passeio a caminho do Dragão, onde mais de 126 anos de história azul e branca e o fascínio de um estádio premiado internacionalmente descobrem-se com o Tour FC Porto.

Os certificados Safe Travels (World Travel & Tourism Council) e Clean & Safe (Turismo de Portugal) sublinham a garantia de experiências seguras para todos os visitantes no Museu FC Porto.

Mais uma razão para não perder a mostra temporária Dragõezinhos Ilustrados (dias 13 a 31, Sala Multiusos), direcionada a todas as idades e tão mágica quanto a imaginação da dupla de criativos Luís Veiga e Pedro Tavares consegue ser ao dar vida às personagens e ao universo da Terra do Dragão (Serviço Educativo).

No Hall do Museu, o Objeto do Mês (dias 1 a 31) evoca um histórico capitão de equipa do FC Porto, o defesa Virgílio Mendes.

Sobre este célebre internacional português, muito também poderão contar os mais velhos que ainda o guardam na memória, como os avós, por exemplo.

Para eles, há um momento de destaque (dia 26) na programação de julho: a oficina aberta Avós Dragões – Amor Sem Igual convoca as famílias e junta sentimentos de partilha à criatividade dos mais novos na preparação de um presente especial.

Arte e cultura e têm uma forte presença no Museu FC Porto, também através do Espaço João Espregueira Mendes (EJEM). A exposição Cintilações: obras maiores do séc. XX português na coleção Ilídio Pinho (dias 1 a 31) reúne 18 autores fundamentais e trabalhos raramente apresentados ao público e pode ser vista livremente, ou numa visita orientada (dia 4), além de inspirar a oficina aberta (Re)Imaginar Origens (dia 18).

Julho está cheio de boas razões para ir ao Museu FC Porto, aberto todos os dias (10:00 às 19:00 horas) e preparado para receber todos visitantes de acordo com as recomendações das autoridades de saúde.

Saiba mais sobre a programação e regras das visitas em www.museufcporto.pt.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog

Últimas novidades no Porto

Novo troço pedonal junto ao Rio Douro é inaugurado hoje

O Noshi tem uma carta nova com alternativas saudáveis e happy hour de sangria

Já é possível fazer Porto-Lisboa (e vice-versa) por 5,29€

Está em marcha a requalificação do Bairro dos Pescadores em Matosinhos

Escola das Artes da Católica Porto organiza sessões online e visitas virtuais

O Fado está de regresso ao Maus Hábitos

90% da área florestal em Gondomar será vigiada por cinco câmaras

O Burguês Fidalgo estreia-se na próxima semana no Teatro Carlos Alberto

Porta-Jazz está de volta com um programa de concertos ao ar livre

ponte-d-luis-webook