As regras para a noite de São João 2020 no Porto

O programa oficial para os festejos de São João, no Porto, já tinha sido cancelado em abril devido à pandemia do novo coronavírus.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Arraiais e ajuntamentos devem ser evitados.

Pela primeira vez a festa dos martelinhos e do alho porro foi cancelada, algo que nunca tinha acontecido, nem durante a gripe espanhola em 1918.

Este ano as câmaras do Porto e Gaia cancelaram todos os eventos como arraiais ou fogo de artificio para evitar ajuntamentos.

Saiba quais as restrições mais relevantes a ter em conta e que levarão muitos a celebrar a noite mais longa do ano dentro de portas:

– Este ano não haverá fogo de artificio, nem concertos nem a habitual animação nas ruas do Porto.

– Na noite de 23 de junho não haverá música nas ruas da cidade que, ao contrário do habitual, não estarão cortadas.

– A fiscalização e o policiamento vão ser reforçados e não haverá transportes públicos a circular durante

– As praias de Matosinhos também vão estar encerradas. O acesso às praias de Matosinhos fica proibido entre as sete da tarde de 23 de junho e as nove da manhã do dia seguinte

– Os estabelecimentos de bebidas, sem espaço de dança, que não disponham de Classificação Portuguesa de Atividades Económicas (CAE) que permita a confeção de refeições, como sejam cafés, pastelarias e similares encerram a partir das 19h do dia 23 de junho e até às 8h do dia 24 de junho

– As salas de espetáculos e recintos similares, deverão encerrar a partir das 19h do dia 23 de junho e até às 8h do dia 24 de junho

– Os estabelecimentos de restauração, que disponham de CAE que permita a confeção de refeições encerram a partir das 23h do dia 23 de Junho e até às 8h do dia 24 de junho.

A estas medidas juntam-se ainda o corte de trânsito automóvel e pedonal na Ponte Luís I e as restrições nos transportes públicos. O Município do Porto apela, assim, à população para que, este ano, a festa se faça em casa.

Para reforçar esta mensagem, a autarquia lançou uma campanha de comunicação através de “mupis” espalhados pela cidade. “A festa é como a sardinha, quer-se pequenina”, “Arraial? Só meia dúzia no quintal”, “Grão na asa, festa em casa” e “No São João, fica ao portão” são algumas das mensagens que visam sensibilizar a população para a importância de não saírem para a rua.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog

Últimas novidades no Porto

Município de Gondomar tenta baixar o preço da água

Loja da Salsa no Porto tem tecnologia que desinfecta a roupa em 30 segundos

Uber Eats passa a estar disponível 24h por dia no centro do Porto

Porto PianoFest está de volta em Agosto

De Gaia para o mundo: a Dashi tem os acessórios mais irreverentes para o seu animal

Escritórios com um aumento de 38% no volume de ocupação no Porto

Programação do Centenário “junta” três diretores artísticos do TNSJ

Mercadona vai abrir nova loja no Distrito do Porto

Já é possível fazer Porto-Lisboa (e vice-versa) por 5,29€

ponte-d-luis-webook