Palacete na Foz vai acolher projeto residencial de luxo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Projeto de reabilitação do palacete Montevideu, na Foz, inclui edificação de dois blocos de apartamento para o segmento premium

O número 156 da Avenida de Montevideu, zona da Foz, Porto, está a ser reabilitado e será a nova morada de um projeto residencial de luxo. Desenvolvido a partir da reconversão de um palacete, tem também previsto construção nova, através da edificação de dois blocos de apartamentos premium, numa área total de construção de 5.545 m2, repartidos acima e abaixo do solo. A joint venture  Quantico-Albatross, principais investidorese assessores do Fundo VESTA REAL ESTATE, são responsáveis pelo projeto, tendo a comercialização do imóvel sido entregue à Predibisa, consultora imobiliária portuense.

Localizado na primeira linha de mar, este projeto é um investimento de 18 milhões de euros, que preserva um imóvel de alto valor patrimonial  e se apresenta agora como um empreendimento habitacional de luxo, perfeitamente harmonizado com a natureza. Lançado pelos investidores o convite a arquitetos de renome para explorarem o conceito, o mesmo estará fechado em breve. Nessa altura será definido o número total de apartamentos, que deverá variar entre 15 e 18,maioritariamente de grandes dimensões, tipologias T3, T4 e T5, orientados para famílias. No que diz respeito a preços, o valor por metro quadrado oscilará entre os 8 mil e os 10 mil euros, com as novas casas a terem um preço de venda a partir dos 2 milhões de euros.

O atual projeto prevê a conservação da fachada original do imóvel, mantendo o charme do estilo clássico, contudo adaptando-o a condições únicas de conforto, modernidade e tranquilidade. Todos os materiais, acabamentos, funcionalidades e paisagismo obedecem a padrões de luxo, que assentam no detalhe e na excelência, fazendo deste um projeto habitacional premium, de grande exclusividade.

Os dois novos blocos de apartamentos serão dotados de varandas e terão quatro e cinco pisos acima do solo. Por sua vez, o edifício do palacete será transformado em um ou dois apartamentos com grandes áreas, bons acessos, jardim e piscina privativos. Os espaços exteriores são também um dos pontos fortes do projeto, devido à envolvência com a natureza e destacam-se pela ampla área verde de jardim com espécies protegidas e uma vista sobre o mar.

Investimento de 18 M€ da jointventure Quantico-Albatross, responsáveis pela aquisição do palacete e do projeto de lançamento, a que se junta a Predibisa na comercialização

Um diamante

Para Carlos Vasconcellos, Presidente da Quantico, “temos em mãos um diamante que se propõe afirmar como o mais luxuoso, exclusivo e diferenciador projeto imobiliário residencial do Porto dos últimos tempos. Com uma localização extraordinária, em frente ao mar e rodeado de jardins centenários, estamos a dar os passos necessários ao nível da arquitetura, materiais e paisagismo para conseguir um produto que redefina  o conceito de luxo imobiliário em Portugal.“

Já João Nuno Magalhães, diretor-geral da Predibisa sublinha que “é um projeto verdadeiramente diferenciador, com imensa personalidade, que estamos muito orgulhosos em abraçar. Projetado num dos edifícios mais carismáticos da Foz, vai de encontro a uma vaga de transformação funcional da frente de mar e que contribuirá para renovar as linhas urbanas daquela zona prime”, refere.

Para a Predibisa, esta comercialização “é uma oportunidade de investimento única e que será sinónimo de sucesso de vendas.”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog

Últimas novidades no Porto

Já abriu o Boeira Garden Pop-Up Restaurant

Os eventos a não perder no Porto neste fim-de-semana!

Baixa do Porto vai ter zonas pedonais aos fins de semana

Tame Impala e Gorillaz entram no cartaz do NOS Primavera Sound 2021

Universidade do Porto distinguida pela UNESCO

Continental Corrida de S. joão correu-se no mundo virtual

Antigo edifício das Conservas Alva reconvertido em empreendimento residencial

Semana Aberta do ISEP vai ter sessões online

Há um novo cowork na Baixa do Porto

ponte-d-luis-webook