1 ano atrás

Esta semana há uma Feira Medieval em Leça do Balio

Nuno Janeiro e Diana Marquês Guerra vão encarnar D. Fernando e Dona Leonor Telles na recriação Os Hospitalários no Caminho de Santiago


Rufam os bombos, erguem-se as flâmulas e afiam-se as adagas: está quase a começar a décima segunda edição da feira medieval Os Hospitalários no Caminho de Santiago, que este ano, entre os dias 7 e 10 de setembro, voltará a juntar largas dezenas de milhares de pessoas no recinto montado em torno do Mosteiro de Leça do Balio, em Matosinhos. Tal como ali sucedeu no ano de 1372, o rei D. Fernando e Dona Leonor Telles vão consumar um dos mais polémicos matrimónios da História de Portugal, sendo desta vez encarnados pelos atores Nuno Janeiro e Diana Marquês Guerra, bem conhecidos do público português sobretudo pela sua participação em telenovelas e séries televisivas.

O abrantino, de 39 anos, e a beneditense, de 27, darão corpo, no último dia do certame, ao rei cognominado “o belo” e à rainha a quem chamavam “a aleivosa”, cujo impopular casamento em Leça do Balio havia de dar origem à crise de 1383-1385.

A recriação do real casamento medieval voltará, assim, a ser um dos pontos altos daquela que é uma das mais importantes reconstituições históricas que se produzem em Portugal, cruzando a memória e a animação numa festa que todos os anos atrai a Matosinhos um grande número de visitantes. O programa, tal como vem sendo hábito, proporcionará uma autêntica viagem no tempo, permitindo recuar quatrocentos anos e aterrar num ambiente a que não faltam os cavaleiros, os saltimbancos, os encantadores de serpentes e os guerreiros terçando armas em valorosos combates de capa e espada.


Voltar aos tempos medievais


No recinto da feira medieval haverá artesãos trabalhando ao vivo, doçaria conventual preparada segundo as receitas medievais, folguedos diversos, jograis interpretando música a condizer, cerimónias de ordenação de cavaleiros, peregrinos sendo recebidos pelos monges hospitalários, espetáculos de bufarinheiros, torneios a cavalo, autos-da-fé e tabernas ruidosas, numa amistosa babel a que não faltará uma comitiva de músicos moçárabes vindos do emirado de Granada (devidamente acompanhados das odaliscas meneando o ventre como nas histórias das mil e uma noites).

Os mais novos terão à sua espera oficinas que os transformarão em monarcas bem-cheirosos, preparados a preceito para assistir ao ponto alto do programa: a reconstituição histórica do controverso casamento do rei (que terá sido também o primeiro enlace romântico da monarquia portuguesa). Contrariando os interesses do Estado e as preferências da corte e do povo, o rei D. Fernando desposou Dona Leonor Telles, originando, deste modo, a crise de 1383-1385. Setecentos e quarenta e cinco anos depois, a história será reencenada no exato local onde ocorreu, com um monumental desfile de guerreiros e acrobatas, nobres, clérigos e membros do povo (ver programa completo aqui).

Organizada pela Câmara Municipal de Matosinhos, a feira medieval “Os Hospitalários no Caminho de Santiago” visa promover os Caminhos de Santiago no concelho, bem como divulgar o Mosteiro de Leça do Balio, um dos monumentos mais emblemáticos do Norte de Portugal e sede da Ordem dos Cavaleiros de S. João de Jerusalém do Hospital, por isso conhecidos como “hospitalários”. O local, recorde-se, desempenhou um importante papel na assistência aos peregrinos que demandavam o túmulo do apóstolo Santiago em Compostela, providenciando assistência anímica e médica, e continua, ainda hoje, a ser um local de referência e passagem obrigatória para quem, nesta região, percorre os Caminhos de Santiago, classificados pela UNESCO como Itinerário Cultural da Humanidade. Por esse motivo, aliás, terá sido escolhido por D. Fernando para o casamento real.

Os caminhos de Santiago são hoje, como no passado, e para lá da sua vocação religiosa, veículos privilegiados de difusão e enriquecimento cultural, artístico e recreativo.

Do programa fazem ainda parte recriações de várias lendas locais, e visitas guiadas ao mosteiro e, a 9 de setembro, um passeio noturno liderado pelo historiador Joel Cleto e integrado na iniciativa Moontosinhos.
Deixe o seu comentário

Registe-se para comentar!

Precisa de estar registado para poder fazer comentários. Faça login ou registe-se gratuitamente, no webook® Porto. Se preferir, pode usar a sua rede social para fazer o login.

Anúncio