4 meses atrás

Montras da Livraria Lello vão expor obras de artista internacional

Jovem artista holandesa de cinema de animação – elogiada pela revista “Monocle” – estará nos Armazéns do Castelo a construir as suas obras


A partir de 1 de setembro, as montras da Livraria Lello passarão as expor duas grandes peças da artista holandesa Vera van Wolferen, expressamente concebidas para o efeito e construídas nos dias anteriores nos Armazéns do Castelo (Rua das Carmelitas, 166 – Porto). Assim, nos dias 30 e 31 de agosto, os visitantes poderão acompanhar o desenrolar dos trabalhos de construção das peças e conhecer uma das artistas da nova vaga de animação “stop-motion”.

Vera van Wolferen é uma artista multidisciplinar holandesa que produz pequenas esculturas arquitetónicas construídas de madeira, cartão e papel. Inspirada pelo quotidiano, funde elementos arquitetónicos e automóveis com paisagens mágicas. Os seus trabalhos – muitas vezes reproduções de pequenas casas de campo – são geralmente expostos dentro de redomas de vidro, criando o seu próprio microcosmos. Para enriquecer as suas miniaturas, Vera usa também materiais como algodão, criando o efeito de nuvens.

Com um mestrado em Animação, é autora de diversos filmes presentes em numerosas exposições e nomeada para diversos prémios. Desde 2003, trabalha como artista independente, cenógrafa e animadora. Em 2015, a revista “Monocle” considerou-a um dos talentos criadores emergentes a seguir nos próximos anos.


Atualmente, alguns dos seus trabalhos são usados como fundo da plataforma mundial de transferência de ficheiros WeTransfer.

Um mundo de criaturas


Para as montras da Livraria Lello, Vera van Wolferen vai produzir duas estruturas construídas com papel branco.

À distância parecerão apenas duas grandes plantas, com um regador ao lado e um livro aberto sobre jardinagem criativa. No entanto, à medida que o observador se vai aproximando, abre-se um maravilhoso mundo de miniaturas. Há casas escondidas entre as folhas, com pequenos livros a servir de telhados, com os habitantes imaginários desta cidade de papel a cuidarem das suas plantas.

A autora procura estabelecer um paralelismo entre as plantas e a nossa imaginação e criatividade. No livro aberto, pode ler-se “Foster your ideas like your plants; water them, talk or even sing to them, but most of all, don’t forget about them!” (“Alimenta as tuas ideias como as tuas plantas; rega-as, fala com elas, canta para elas, mas acima de tudo, nunca te esqueças delas!”).

As plantas e os respetivos vasos serão construídos nos dias anteriores nos Armazéns do Castelo. Dos vasos, feitos de cimento, sairá uma estrutura de bambu e fios que passará por dentro dos caules e das folhas das plantas. Estes materiais ficarão ocultos, dando ao observador a ilusão de que toda a enorme estrutura é apenas contruída de papel.


Vera van Wolferen assinará a quarta montra temática da Livraria Lello. No início de 2017, a Livraria Lello decidiu transformar as suas montras em plataformas artísticas multidisciplinares.
Deixe o seu comentário

Registe-se para comentar!

Precisa de estar registado para poder fazer comentários. Faça login ou registe-se gratuitamente, no webook® Porto. Se preferir, pode usar a sua rede social para fazer o login.

Anúncio