7 meses atrás

Rua das Flores: a rua mais tradicional do Porto

O Dia da Produção Nacional é celebrado anualmente a 26 de abril. Foi com este ponto de partida que decidimos percorrer a rua onde podes encontrar os produtos mais tradicionais do Porto e arredores.


Depois de longos meses de obras de requalificação em 2014, a Rua das Flores renovou-se e com isso trouxe muita animação e muitos novos espaços, sobretudo tradicionais.

As lojas são "nossas", das ourivesarias cobertas de belo rendilhado dourado de Viana, aos bordados trabalhados em cores frescas e alegres. Chamam-nos a atenção para pequenos presentes.

Os livros, nos vários alfarrabistas, recordam o Porto e a nossa história em páginas escurecidas, cor de tabaco. Cheira a páginas muitas vezes desfolhados e a... paz.


Vista da Rua das Flores / Foto Felipe Rodriguez via 500px

A origem do nome


O nome da rua provém das viçosas hortas, recheadas de flores, que existiam nos terrenos por onde a rua foi aberta: as hortas do bispo. À época era bispo do Porto D. Pedro Álvares da Costa, cuja tamanha devoção por Santa Catarina do Monte Sinai explica o nome inicial do arruamento: "Rua de Santa Catarina das Flores".

Se começares a percorrer a Rua das Flores vindo de S. Bento encontras logo no início a Chocolataria Equador.

Há por ali outros cafés mas também ourivesarias, muitas! Duas das mais conhecidas são a Ourivesaria das Flores e a Pedro A. Baptista. Há ainda lojas de atoalhados e roupa de cama.


Rua das Flores / Foto José Silva via 500px

Os produtos tradicionais


Em frente, no nº 238, a loja Tradições vende artesanato e artigos de cortiça, uma série de produtos de várias regiões de Portugal. Além de privilegiar a originalidade e sobretudo a qualidade...

É nesta zona que encontramos também a mercearia-garrafeira Dias Menezes e a Monteiro’s entre outros negócios.

A Casa Moriber – Pinto Moreira, Lda ainda vende cutelarias e ferragens. É a única a fazê-lo na rua, onde, mais adiante, a Vidraria Fonseca, centenária desde 2008, tem um estabelecimento e a Casa Sementes – M. J. Coelho outro.

A Papelaria Reis ganhou a vizinhança de outra chocolataria, a Chocolataria das Flores e da Mercearia das Flores e Retrosaria das Flores.


A Mercearia das Flores no nº 110 da Rua das Flores

A Igreja renascentista da Santa Casa


A Casa Mizita é um dos vários armazéns de têxteis para o lar que existem nesta rua do centro histórico do Porto. Podes encontrar também há uma farmácia, a Parente e um hostel, o Porto Alive Hostel.

A Fundação da Juventude, a Santa Casa da Misericórdia do Porto, com a sua magnífica e imperdível Igreja renascentista, e o Museu de Marionetas do Porto são 3 instituições com morada no final (de quem desce) a Rua das Flores.


Igreja da Misericórdia do Porto

Comer & Beber... Bem!


Quase a chegar ao Largo de S. Domingos, a Taberna do Largo é um convite declarado a entrar. Anuncia vinhos e petiscos mas podes encontrar também queijos, enchidos e muitos outros produtos regionais portugueses.

É também no Largo de S. Domingos onde encontras alguns dos restaurantes mais conceituados da invicta. A saber (e saborear): LSD, Picota, Puro 4050, Traça, DOP e Pregar.


O Restaurante DOP, do Chef Rui Paula


 
Deixe o seu comentário

Registe-se para comentar!

Precisa de estar registado para poder fazer comentários. Faça login ou registe-se gratuitamente, no webook® Porto. Se preferir, pode usar a sua rede social para fazer o login.

Anúncio