7 meses atrás

Serralves está hoje de portas abertas no Dia Internacional dos Monumentos

Serralves abre as suas portas gratuitamente no dia 18 de abril, terça-feira, para celebrar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. A entrada será gratuita durante todo o dia, entre as 10h e as 19h.


Todo o conjunto patrimonial e paisagístico da Fundação de Serralves (o Museu, a Casa e o Parque) estão classificados como Monumento Nacional desde 2012. Serralves associa-se às celebrações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, criado em 1982, e que pretende sensibilizar os cidadãos para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para o esforço envolvido na sua proteção e valorização.

Pelas 18h30 realiza-se uma visita à exposição Álvaro Siza Vieira: Visões da Alhambra, com orientação do comissário da exposição, o arquiteto António Choupina.

Esta exposição, que prossegue o programa dedicado à arquitetura contemporânea levado a cabo por Serralves, é dedicada ao projeto de Álvaro Siza Vieira para o novo acesso e centro de visitantes do complexo de Alhambra, um dos seus projetos mais mediáticos.

A visita apresentará aos visitantes os desenhos e as maquetas que Siza produziu enquanto concebia aqueles equipamentos, permitindo um acesso privilegiado ao processo criativo do arquiteto.

O acesso a esta visita é gratuito, mediante levantamento de bilhete na receção do Museu, no próprio dia, a partir das 17h30.


A entrada será gratuita durante todo o dia, entre as 10h e as 19h.

Debate sobre o Património Arquitetónico e Intervenção Contemporânea


Ainda no âmbito das celebrações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2017, realiza-se às 19h00 no Auditório de Serralves um debate com o tema Património Arquitetónico e Intervenção Contemporânea.

Em continuidade com os temas abordados pela exposição "Álvaro Siza Vieira: Visões da Alhambra”, Serralves apresenta uma conversa que reúne representantes de várias instituições ligadas à promoção e conservação de edifícios e locais protegidos, onde serão debatidos os contextos com que lidam na sua atividade: da classificação da obra do arquiteto Álvaro Siza à (re)construção e gentrificação de territórios consolidados.

A turistificação dos jardins da Alhambra, dos canais de Veneza ou das ruas do Porto, revela a arquitetura como grande mediadora das dinâmicas culturais que consideramos como Património da Humanidade.

A moderação desta conversa estará a cargo de António Choupina e os oradores convidados são José Aguiar e Ana Paula Amendoeira (ICOMOS Portugal - Comissão Nacional Portuguesa do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios), Roberto Cremascoli e Nuno Grande (co-comissários da representação portuguesa na Bienal de Veneza de 2016), Ann Pitt (Wenworth Institute of Technology, Boston), Nuno Sampaio (diretor-executivo do Centro Português de Arquitetura) e Ana Tostões(DOCOMOMO International – International Committee for Documentation and Conservation of Buildings, Sites and Neighbourhoods of the Modern Movement).

O acesso a este debate é igualmente gratuito, mediante levantamento de bilhete na receção do Museu, no próprio dia, a partir das 17h30.
Deixe o seu comentário

Registe-se para comentar!

Precisa de estar registado para poder fazer comentários. Faça login ou registe-se gratuitamente, no webook® Porto. Se preferir, pode usar a sua rede social para fazer o login.

Anúncio